top of page

CONTROLE GERENCIAL NA ATIVIDADE AGRÍCOLA É A SALVAÇÃO DA LAVOURA?


O potencial do agronegócio brasileiro já conta com reconhecimento mundial e, cada vez mais, o produtor rural e sua lavoura ganham mais espaço no cenário internacional. A abertura do mercado externo e as constantes mudanças nos hábitos de consumo, no entanto, transformaram a agricultura, deixando o setor muito mais dinâmico. Se antes o produtor rural competia apenas com seu vizinho, hoje ele esta inserido em um mercado mundial e, para lidar com todos os fatores que envolvem esse mercado, é preciso investir em ferramentas e capacitação. No post de hoje, vamos tratar um pouco sobre o controle gerencial, uma atividade que muitos produtores acabam deixando de lado, mas que, no entanto, é uma das ferramentas de gestão mais estratégicas e dominá-la pode significar o sucesso ou o fracasso de um negócio. Para saber mais, continue acompanhando nosso post!


Dificuldades, logística e o custo Brasil

Um dos fatores que mais impacta o agronegócio brasileiro, prejudicando o rendimento e, consequentemente, influenciando o custo da produção, é a logística. Infelizmente, o Brasil ainda investe pouco em sistemas alternativos de transporte e, como o rodoviário é um dos mais caros, apenas para escoar a produção é preciso arcar com altos custos. Muitos chamam esse fator de “custo Brasil”, que chama a atenção de outros países, devido aos prejuízos causados na atividade agrícola.

Além desse aspecto negativo, 2016 vem sendo um ano difícil devido à crise econômica que afeta o Brasil de forma geral. Para driblar esse cenário pouco favorável, no qual as condições do mercado não abrem espaços para erros de gestão, muitos produtores vêm buscando capacitação e ferramentas que possam auxiliar a otimizar o desempenho dos negócios.


O controle gerencial e os benefícios para a atividade agrícola

Em geral, o produtor brasileiro busca melhorar sua eficiência produtiva como forma de alcançar um melhor desempenho no agronegócio. Muitos já vêm obtendo resultados positivos nesse sentido, porém, diante do cenário atual, apenas preocupar-se com a produção já não basta. Hoje, o agronegócio lida com margens cada vez menores para a atividade, por isso pequenos detalhes podem significar o lucro ou o prejuízo de um negócio.

Mais do que a eficiência produtiva, é preciso investir em suporte e gestão, visando à eficiência administrativa da lavoura. Muitos produtores já utilizam ferramentas de gestão, especialmente ligadas ao planejamento, organização e à própria gestão do negócio, devido às necessidades experimentadas no campo. No entanto, poucos realizam o controle das suas atividades e, em muitos casos, acabam experimentando o prejuízo financeiro, entre outros impactos negativos.

O controle do gerenciamento da lavoura é o que oferece ao produtor dados fundamentais sobre o seu negócio, permitindo, assim, que ele tome decisões mais assertivas e estratégicas. O controle também possibilita que seja realizado o gerenciamento dos custos e avaliação de resultados, podendo mensurar com maior precisão o retorno financeiro do negócio.

Infelizmente, muitos produtores acabam confiando excessivamente em sua experiência e fechando os olhos para questões importantes do seu negócio, que só podem ser avaliadas a partir dos dados decorrentes do controle.

Diante do atual cenário, conhecer e dominar ferramentas de gestão e principalmente realizar o controle da atividade é a única forma de garantir o bom desempenho do agronegócio, mesmo com tantos fatores negativos que podem prejudicar o rendimento e a sustentabilidade da lavoura.

Você já utiliza alguma ferramenta de gestão para o seu agronegócio? O que pensa sobre o controle das suas atividades? Deixe seus comentários abaixo e compartilhe sua experiência conosco!


COMPARTILHE

Comments


bottom of page