top of page

DIVIDA CUSTOS, MULTIPLIQUE RESULTADOS: POR QUE FAZER RATEIO AGRÍCOLA NA SUA PROPRIEDADE RURAL?


Quando falamos de administrar a propriedade rural, temos vários setores nos quais focar. A gestão do negócio como um todo, a financeira, da inovação e do planejamento. Nesse post, vamos focar na gestão dos custos, que está dentro da gestão financeira e falar sobre o processo de rateio agrícola.

Dentro da propriedade, e no meio rural de um modo geral, podemos dizer que há várias atividades sendo exercidas ou áreas (talhões, roças ou outros) tão grandes que não podem ser consideradas semelhantes. Assim, é preciso distinguir esses fatores, as várias atividades econômicas e as diferentes áreas, na administração financeira, dentre elas o rateio, que é interessante para melhorar a gestão de toda a propriedade rural.

Mas como podemos fazer um rateio agrícola? Basicamente, temos que averiguar quanto os custos ou receitas incidem nas atividades ou áreas, dividindo, de alguma forma, a utilização dos implementos, máquinas, energia elétrica e combustíveis, quantidade de adubos e agroquímicos, mão de obra, entre outros. Veja abaixo algumas maneiras de fazer o rateio.


Rateio das rendas brutas das atividades

Recomendado para atividades semelhantes, compara culturas anuais com outras anuais, temporárias com outras temporárias, permanentes com outras permanentes, levando em consideração, ainda, o sistema de produção. Isso acontece porque algumas culturas possuem alto valor agregado, como o café, e que envolvem cuidados produtivos inerentes a uma cultura perene. O que ocorre de forma semelhante ao milho, soja e outros cereais, que são de rendimento rápido.


Rateio pela área utilizada pelas atividades

Nesse caso, temos que tomar cuidado com o sistema de produção. As atividades devem ter mesma intensidade, ou seja, serem extensivas, semi-extensivas ou intensivas. Trabalhar com atividades contrastantes nesses quesitos mascara os dados, pois parece lógico que uma atividade intensiva vá precisar de mais investimento porque gera mais lucro.


Rateio pelo custo variável das atividades

Se o seu caso é de atividades contrastantes, este é um dos métodos mais adequados para se fazer o rateio. No do custo variável, quanto maior for seu valor, maior será a apropriação da atividade do custo geral da fazenda. Podem ser escolhidos tanto os custos, as receitas, ou ambos.


Rateio baseado no tempo de utilização

Este é o método mais instintivo. Também pode ser baseado no tempo de horas homem, que seria as horas despedidas por atividades, e é aplicado a implementos e equipamentos, da mesma forma. Se 70% do tempo do trator foi utilizado para a lavoura do milho, então 70% dos custos sobre o trator, horas-homem e combustível serão destinados a essa atividade.


Evolua a gestão da sua fazenda. Saia do padrão!

Pelo que acompanhamos, ainda é grande o número unidades de produção (fazendas) que não conseguem realizar o rateio, por não terem domínio do custo total da produção. Existem um grupo de fazendas que tem o custo total da produção, mas realiza o rateio por área (ha) dos talhões e roças ativos, por não terem controle sobre onde esses custos foram exatamente consumidos. É muito importante ter flexibilidade para o rateio de cada despesa agrícola, como rateio por: área (ha), horas máquinas, horas homens, consumo e inclusive rateio manual em casos de despesas especificas.

Sabemos que para uma propriedade agrícola ser sustentável, ela precisa estar inserida em mais de uma atividade, principalmente com as flutuações climáticas e de mercado. Para isso, temos o rateio agrícola.Se você achou meio complicado esse processo, existem softwares de gestão agrícola, que além da coleta de outros dados e informações, também fornece os índices de rateio para cada talhão ou roça, basta inserir os dados referentes às culturas ou áreas. Assim fica muito mais fácil saber onde está sendo aplicado seu dinheiro e se a atividade ou variedade está valendo a pena. Você já conhecia o método de rateio agrícola? Comente e compartilhe.

Comments


bottom of page