top of page

TRANSPORTE RODOVIÁRIO X FERROVIÁRIO: QUAL É MELHOR PARA REALIZAR O ESCOAMENTO DA PRODUÇÃO AGRÍCOLA?


É fato que o setor agrícola é um dos maiores geradores de receita em nosso país, sendo responsável por cerca de 30% do PIB, aproximadamente 35% dos empregos formais e 40% das exportações nacionais todos os anos. Mas isso não isenta os produtores rurais de enfrentarem grandes desafios que podem, até mesmo, comprometer a produtividade e aumentar os seus custos.

Os meios de escoamento de produção agrícola mais utilizados atualmente no Brasil são o transporte rodoviário e ferroviário, porém, apesar de representar apenas 5% do setor, o transporte hidroviário também é adotado. Hoje, abordaremos algumas das principais vantagens e desvantagens dos meios de escoamento responsáveis pela maior fatia de todos os produtos de natureza agrícola transportados dentro do país: o transporte rodoviário e o transporte ferroviário. Acompanhe.


Escoamento de produção via Transporte Rodoviário

Para se ter dimensão, cerca de 67% da produção de soja no Brasil é escoada por meio do transporte rodoviário. Entretanto, o produtor rural encontra grandes dificuldades de efetuar o escoamento de suas produções por esse meio, pois as principais rodovias que interligam os estados, onde grande parte dos produtos agrícolas são produzidos, com aqueles por em que são distribuídos, e depois comercializados, como, por exemplo, as BRs 163, 262 e 267 (que interligam o Mato Grosso do Sul com o Paraná), encontram-se em condições extremamente precárias, com pouquíssimos trechos de vias duplicadas.

O alto fluxo de veículos de grande porte (destinados ao escoamento de produção agrícola) somado ao fato dessas rodovias não possuírem pedágios, são alguns dos fatores que contribuem para que elas se encontrem em péssimos estados de conservação, sem qualquer previsão de reparos ou manutenções. E isso traz grandes dificuldades ao setor, não somente colocando remessas inteiras em risco, como também aumentando os custos sob o produto.

Apesar dos meios de escoamento de produção agrícola via transporte hidroviário e ferroviário apresentarem grandes vantagens, o rodoviário ainda é o que atende a maior parte das demandas. Vale ressaltar quais são as principais características de risco desse meio:

  • Grandes distâncias a serem percorridas.

  • Pouca capacidade de armazenamento de carga.

  • Maior consumo de energia e combustível.

  • O custo médio por distância Km/tonelada é alto, se comparado com os outros meios de escoamento.

  • Mais vulnerabilidade a perdas de cargas por conta de fatores externos (roubos, furtos e acidentes).

No escoamento de soja, por exemplo, um caminhão possui 150 vezes menos capacidade de armazenamento de carga do que uma composição ferroviária.


Escoamento de produção via Transporte Ferroviário

O escoamento de produção agrícola pelo transporte ferroviário representa 28% de todo o setor, o que não significa que seja menos eficiente do que o meio rodoviário. Na verdade, o transporte ferroviário é comumente destinado ao escoamento de cargas de baixo valor, como a soja, e por isso é uma eficiente opção por conta de seus benefícios, tais como:

  • Grande capacidade de armazenamento e transporte de cargas.

  • Capacidade de deslocar grandes volumes a um baixo consumo de combustível (4 vezes menor do que no rodoviário).

  • O custo médio por distância Km/tonelada é significativamente mais baixo se comparado aos outros meios de transporte de cargas.

  • Não encontra problemas nas vias de locomoção, visto que as condições dos trilhos ferroviários encontram-se sempre em ótimos estados operacionais, e a sua manutenção é periodicamente realizada.

  • Menor risco de danos à carga por conta de fatores externos (roubos, furtos e acidentes).

  • A Redução de custos influencia positivamente nos custos de produção.

Entretanto, apesar de se mostrar como uma opção financeiramente mais viável, há uma grande desvantagem no transporte ferroviário: existem muitas localizações que não possuem vias de acesso para comitivas ou comboios ferroviários, impossibilitando a sua utilização, ou necessitando do uso de "baldeação" com veículos rodoviários, para que seja possível concluir o seu escoamento, o que afeta diretamente no custo final do produto transportado.

Qual meio de escoamento de produção agrícola é o mais adequado para a linha de produção de sua empresa? Deixe o seu comentário e compartilhe a sua experiência conosco!


COMPARTILHE

Comments


bottom of page