top of page

VAI ABRIR UMA LOJA AGROPECUÁRIA?


gestor conferindo o estoque de produtos da sua loja agropecuária

Para a abertura de uma revenda de insumos agrícolas ou loja agropecuária exige-se de quem vai encabeçar o negócio, conhecimento de boas práticas de gestão administrativa e habilidades específicas de agronegócio.

Na grande maioria das vezes, a abertura de uma loja agrícola se dá pela familiaridade que o empreendedor tem com o segmento. Ou já trabalhou em outras revendas ou é egresso da engenharia agronômica e vê a oportunidade de perseverar com as próprias mãos.

Entretanto, gerir uma revenda de insumos agrícolas não é uma tarefa fácil. Poderíamos listar uma infinidade de pontos de atenção para garantir um crescimento consistente.

Neste artigo elegemos alguns fatores que dificultam a gestão de uma revenda de insumos agrícolas. Vamos a eles:


1. Conceitos de gestão: A teoria na prática

Como citado anteriormente, a abertura de uma revenda se dá pela experiência acumulada nas empresas por onde o profissional passou. “Se eu obtive sucesso na geração de vendas e captação de novos clientes para meu patrão, posso fazer isso em uma revenda só minha.” E é exatamente aí que as coisas começam a complicar. Um negócio precisa alavancar vendas e conquistar clientes, mas não é só isso. E os demais processos? Além dos conhecimentos essenciais em produtos e vendas, é preciso conhecer e aplicar boas práticas de gestão. Conhecer sobre processos, compras de produtos, gestão financeira, controle de estoque, fluxo de caixa entre tantas tarefas, são um desafio à parte que talvez não tivesse sido mensurado. E no momento que tiver de contratar e lidar com pessoas, o caldo engrossa. São critérios básicos que fazem a diferença na gestão das empresas agropecuárias.


2. Contratação do time

Devido a tantos compromissos e obrigações que permeiam a abertura de uma loja agropecuária, em alguns casos a contratação dos colaboradores é esquecida ou deixada para o final da lista de tarefas. E encontrar as pessoas certas para cada função leva tempo. Contar com um profissional de RH capacitado para analisar o perfil dos candidatos pode lhe poupar tempo e dinheiro.

As complicações de uma contratação errada são percebidas rapidamente e podemos destacar algumas:





Urgência no preenchimento da vaga.

Não tenha pressa na contratação. Analise se o candidato tem o perfil certo para a vaga. Faça testes práticos e objetivos. Isso demanda tempo e dedicação, mas vale muito a pena.


Não detalhar a função.

A descrição da vaga precisa ser objetiva. Descreva as atribuições da atividade. Informe os requisitos necessários para concorrer a vaga e finalize com os diferenciais que poderão elevar a chance de contratação do candidato à vaga.


Colocar amigos ou parentes na função.

Esse é um ponto nevrálgico na contratação. Existe uma máxima que diz: “Nunca contrate alguém que você não possa demitir”. Se a pessoa em questão tiver as competências necessárias à vaga, ok, vá lá. Mas grau de amizade/parentesco não deve fazer parte dos requisitos para preenchimento da vaga. Porque se o contratado não corresponder às expectativas esperadas para a função, a decisão de demiti-lo poderá causar constrangimento. E não o demitir poderá lhe trazer prejuízos.


Reconhecimento financeiro.

Cada função tem seu piso salarial. Respeite e valorize as competências de cada um. Assim como sua revenda, o objetivo de cada colaborador é conseguir sempre a melhor remuneração. E trabalhar com o valor mínimo da categoria pode aumentar o turn over (taxa de rotatividade de funcionários), comprometendo os resultados da sua loja agrícola.


Não investir em treinamento.

Esse é um erro comum nas empresas. Investir em treinamento é aumentar riqueza. Um profissional preparado não perde oportunidades, não perde tempo e traz retorno. Segundo Henry Ford: “Pior do que treinar um funcionário e ver ele sair, é não o treinar e ver ele ficar”.


3. Sistema de gestão (ERP) específico

O software de gestão deveria ser uma das variáveis mais importantes na elaboração do plano de negócios de quem está pensando em abrir uma loja agropecuária, pois ele será o responsável por armazenar as informações de todos os setores da empresa. Do controle de estoque até a apuração da margem de lucro, passando pelas contas a pagar/receber. E boa parte dos empreendedores deixa essa decisão para próximo da inauguração da loja. E o pior, não faz uma estimativa de investimento em um software específico para o agronegócio. O que o leva a optar por um software comercial que atende a diversos setores. Não se atentando para fatores extremante sensíveis como a legislação e tributação específica do agronegócio. Perdendo dinheiro por não fazer um aproveitamento de crédito de um imposto, por exemplo. Lembre-se: “A oficina que atende todas as marcas, não é especializada em nenhuma”.


4. Pensar somente em “quanto custa”

Não é sobre rasgar dinheiro. Mas atentar apenas ao preço do produto ou serviço pode ser sinal de que algo está errado. Não é o mais caro ou mais barato que deve ditar sua escolha. Leve em consideração o valor agregado ao que está sendo negociado.

Este pensamento deve ser considerado para os 3 tópicos citados anteriormente. Um software comercial pode até exigir menos investimento na contratação. Mas um software específico para o agronegócio lhe dará subsídios para garantir uma correta tributação que fatalmente lhe permitirá pagar menos impostos sem infringir a lei. Além de diversos outros recursos próprios do setor: tabelas de preços definidas por cultura, safra ou mix de produtos; Emissão de NFe com faturamento imediato e entrega futura e tantos outros.

Se optar por contratar colaboradores menos experientes poderá até sair mais barato, porém levará um tempo até ele aprender. E esse tempo de aprendizado será pago por sua empresa. Lembre-se disso. Decisões equivocadas podem comprometer todo o resultado financeiro de sua revenda.

Para lhe ajudar a diminuir as possibilidades de erro, temos diversos artigos sobre gestão para agro revendas disponíveis aqui no blog da aGrow em www.agrownegocios.com.br.

Agora que você já conhece alguns fatores que comprometem o início da revenda agrícola, diga nos comentários abaixo se este artigo foi útil para você.

Comentários


bottom of page