top of page

SOJA - SAFRA 2020/21 - MAIS UM RECORDE DE PRODUÇÃO


colheita de soja

Mesmo com o caótico cenário mundial que se arrasta a mais de 1 ano devido à pandemia de COVID-19, o agro não parou por um momento se quer.

O compromisso e a responsabilidade em produzir alimentos de qualidade para abastecer a população mundial não deve ser posta de lado mesmo em “cenários de guerra” e a expectativa de recorde de produção da soja inicialmente estimada em 7% maior que o ano anterior, caminha para se concretizar. Os números atualizados pela CONAB apontam um crescimento de 8,6% sobre a safra 2019/20 com área total plantada de quase 39 milhões de hectares.

Segundo a consultoria agrícola DATAGRO, o aumento da produção foi estimulado por alguns fatores como: preços de venda acima da média; aumento da produtividade por hectare; oferta de crédito; demanda de consumo interno e exportação aquecida, entre outros.


Vencendo os obstáculos

Um dos pontos de destaque sobre a safra 2020/21 de soja é que fatores humanos podem ser contornados e administrados, porém não devemos nunca subestimar fatores climáticos e ambientais. Períodos de seca na janela de plantio, dificultaram a semeadura das lavouras seguidos pela crescente necessidade de manejo e controle de pragas e doenças. Mas mesmo diante desta situação, graças ao alto índice de tecnicidade da agricultura brasileira, os impactos foram minimizados e a produção caminha para mais uma safra recorde. Não havendo grandes atrasos na entrega dos contratos assinados antecipadamente.

Ainda segundo a CONAB, estima-se a venda para o mercado externo de 85,6 milhões de toneladas de soja. Um aumento de 3%. Confirmada a previsão, será um recorde da série histórica. O suporte seria dado pela demanda internacional ainda aquecida e pelo alto percentual de comercialização observado para a safra atual.


A soja em Minas Gerais

A expectativa de produção de soja para o estado de Minas Gerais, também sinaliza mais um recorde e o volume colhido deve ultrapassar os 7 milhões de toneladas, um crescimento de quase 14% se comparado à safra 2019/20 produzidos em uma área de quase 2 milhões de hectares.


O Mato Grosso segue liderando a produção de soja

O Mato Grosso, maior estado produtor de soja do Brasil, segue finalizando sua colheita.

Dados publicados pelo instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (IMEA) sobre a estimativa de área plantada no estado, se manteve em 10,3 milhões de hectares e a produção atingirá mais de 35 milhões de hectares, mesmo diante das dificuldades evidenciadas pela seca que atrasou a semeadura em algumas áreas.

Os produtores devem colher próximo de 58 sacas por hectare. Com a comercialização antecipada, o preço médio no estado subiu R$ 2,60/saca, alcançando uma média de R$ 154,97/saca.


Colheita de soja no Paraná

No Paraná, a colheita de soja também segue em sua reta final, já atingindo 98% da área de 5,5 milhões de hectares. A produção no estado deve chegar a 20,088 milhões de toneladas de soja, um apontamento 3% menor que a safra passada. Esse resultado menor é consequência da falta de chuvas no mesmo período relacionado ao ano de 2020.


Lições aprendidas

Vivemos momentos até pouco tempo atrás inimagináveis, distanciamento social, direito de ir e vir e até professar sua Fé entre tantos outros direitos básicos estão sendo restritos ou até proibidos. Temos a esperança e a certeza de que tudo isso vai passar. E o mundo não será o mesmo. As pessoas não serão as mesmas.

Porém, mesmo com o ano atípico que vivemos, em nenhum momento o agronegócio se deixou abalar. Em meio ao Caos, não faltaram produtos e alimentos nas mesas do mundo todo. Graças ao empenho e perseverança do produtor rural brasileiro.

E você? Tem alguma sugestão de tema para abordarmos nos próximos artigos? Conte para nós!

Коментари


bottom of page