top of page

ONDE ESTOU GASTANDO DINHEIRO NA MINHA PROPRIEDADE AGRÍCOLA?


colheitadeira

Um grande desafio que se apresenta para o produtor rural é o de identificar de maneira precisa os custos gerados na sua propriedade. Considerando que são inúmeras as necessidades da produção agrícola, não é tarefa fácil controlar de maneira eficiente a aplicação de todos os recursos, que podem estar sendo, em boa parte, consumidos pelos desperdícios enquanto poderiam gerar a tão desejada produtividade.

Neste post vamos analisar algumas fontes de desperdício presentes na propriedade agrícola e falar de algumas soluções para amenizar essas perdas. Confira!


Desperdício de água

Uma das grandes fontes de desperdício está no direcionamento excessivo de água para as lavouras. Em alguns casos, o volume de água utilizado na irrigação é maior do que aquele de fato necessário ao desenvolvimento da plantação.

Um claro exemplo está nos resultados obtidos pelo engenheiro agrônomo Daniel Nassif, no trabalho feito sobre a lavoura de cana no Programa de Pós-graduação em Sistemas Agrícolas da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Universidade de São Paulo, onde confirmou que o uso de água nos canaviais pode ser reduzido sem prejuízo para a produtividade, levando em conta as características do solo e as condições climáticas.

Considerando que levar a água até a lavoura representa um custo que deve ser valorizado, buscar a racionalização do uso desse recurso na propriedade deve ser motivo de atenção do produtor.


Desperdício com agrotóxicos

Outro desperdício que deve ser visto é o dos agrotóxicos, que ocorre junto com o que citamos acima. Diluído em água, o agrotóxico pode ser disperso de maneira excessiva ou ineficiente, causando a perda dos produtos ou resultando, ainda, em uma possível contaminação ambiental.


Uso de fertilizantes

Segundo o engenheiro agrônomo Luiz Nery Ribas, diretor técnico da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso, entre 30% e 35% do custeio de uma safra de grãos é representado pelo gasto com fertilizantes. Esses números indicam que economizar em insumos sem que isso signifique prejuízo para a produtividade certamente representa uma vantagem considerável para o produtor rural, que poderá ser traduzida em ganhos e em competitividade.

De acordo com Ribas, essa economia é possível desde que se faça um histórico da propriedade, abrangendo várias safras para mapear as colheitas.


Perdas pós-colheita

Esse é um problema que afeta bastante a produção agrícola. De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), aproximadamente 30% de todo o alimento produzido para consumo humano são desperdiçados em todo o mundo. Parte dessa perda acontece ainda na propriedade agrícola, geralmente por problemas de manuseio dos produtos, como aponta uma pesquisa da Embrapa .

Naturalmente, além de contribuir para um grave problema de segurança alimentar que preocupa a comunidade internacional, a perda dos produtos após a colheita também representa um prejuízo considerável para o produtor.


Solução na tecnologia

A tecnologia tem se apresentado como uma eficiente aliada do produtor rural para combater o desperdício e aumentar a produtividade. Nesse sentido, o uso do GPS, de dispositivos móveis e até de drones no monitoramento das lavouras tem aprimorado a capacidade e a precisão na coleta de dados e no acompanhamento das atividades que são desenvolvidas na agricultura.

Aliados a esses recursos, softwares específicos para o agronegócio, como o aGrow para produtores rurais, não só permitem que os recursos aplicados na propriedade agrícola sejam bem direcionados, evitando os desperdícios, como também transforma a propriedade em uma verdadeira unidade produtiva.

Kommentare


bottom of page